Confira os resultados da Edição 2018

INICIATIVA E REALIZAÇÃO

APOIO À 8ª EDIÇÃO

Como mantemos nossa Integridade?

O TESTE DA ÉTICA! (4)

Dentre os Códigos de Ética analisados neste estudo, nos deparamos com dois quesitos bastante interessantes e que vale a pena destacar, não só para servir de exemplo, mas, especialmente, para nossa reflexão.

O primeiro é a resposta a um questionamento: Como mantemos nossa integridade?

“Diretrizes, regras e políticas não nos tornam honestos. Elas apenas delimitam o caminho que devemos seguir. Cada um de nós deve tomar a sua própria decisão, com base nos nossos próprios valores e na nossa coragem. Apenas quando tornamos o comportamento ético uma reflexão tão natural quanto respirar, realmente temos integridade. A integridade deve ser o ponto de partida de tudo o que fazemos. Quando tomamos decisões, nós as baseamos em nosso senso do que é certo ou errado. Desde que sejamos leais aos nossos ideais, sabemos que o que fazemos é o certo. A longo prazo, a integridade funciona. A integridade não é fácil! Ela não nos permite tomar atalhos. Pode significar aceitar um sacrifício em curto prazo para criar um benefício em longo prazo. A integridade pode, às vezes, até nos tornar impopulares temporariamente. Quando encorajamos e apoiamos uns aos outros a tomarmos a decisão correta, a integridade deixa de ser difícil. Ela passa a ser a norma que todos seguimos e o ele que nos une”.

E o segundo, é o que chamamos de Teste da Ética que serve para cada um de nós, como pessoa, pai de família e profissional, e por analogia, para as empresas, pois quando nos depararmos com um problema ou com uma situação confusa, responder a estas perguntas pode nos ajudar a tomar uma decisão acertada:

1. Teste dos Valores
. A ação que proponho está de acordo com os valores da empresa?
. Ela é honesta e verdadeira?

2. Teste da Política
. O que estou planejando fazer é consistente com o Código de Ética da empresa?

3. Teste da Lei
. A ação que proponho é legal? Ela violará alguma Lei ou regulamento?

4. Teste da Imprensa
. Se o que eu fizer sair em um jornal ou na televisão ficarei orgulhoso de minhas ações?

5. Teste dos Outros
. O que pensarão meu gerente, meu supervisor, meus colegas de trabalho e minha família sobre o que estou planejando fazer?

6. Teste do Espelho
. Quais são as consequências da ação planejada?
. Como esta ação afetará outras pessoas?
. Quais são os custos?
. Como me sentirei comigo mesmo se fizer esta ação?

Créditos:

(1) Programa REE Brasil: tem como referência o Projetto Q-RES (Qualità della Responsabilità Ético-Sociale d´Impresa) idealizado na Itália em 1999 pelo CELE – Centre for Ethics Law & Economics da Universidade Cattaneo Castellaza (www.liuc.it) e realizado em colaboração com um grupo de empresas, associações profissionais, empresas de consultoria e organizações sem fins lucrativos, firmemente convictos da necessidade e da utilidade da ética empresarial. A responsabilidade pela redação final do Projeto Q-RES é da equipe do CELE , coordenada pelo professor Lorenzo Sacconi, uma das maiores autoridades em Ética nos Negócios em todo o mundo, que autorizou o Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios a utilizar e divulgar este excelente material em nosso país. Citado projeto foi devidamente traduzido pelo Tradutor Juramentado, Sr. Flávio Pellegrini, proprietário da Accademia Italiana Pellegrini, na cidade de Campinas-SP e a adaptação final foi realizada pelo Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios. Mais detalhes sobre o Programa REE Brasil, acesse www.eticanosnegocios.org.br.

(2) Artigo: “A empresa limpa e os códigos de conduta” (Antonio Carlos A. Telles e Isabel Franco)

(3) Código de Ética – Maria Cecília Coutinho de Arruda – Negócios Editora

(4) Código de Ética do Grupo JBS-Friboi